Bem-vindo!  
Logo Abividro

NA EMBALAGEM, BELEZA É FUNDAMENTAL
Professor Fábio Mestriner

As embalagens dos produtos de sua empresa são melhores, iguais ou inferiores as embalagens de seus concorrentes?

Esta pergunta é crucial para avaliar o grau de competitividade dos produtos no segmento de consumo, mas uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos da Embalagem da ESPM, Escola Superior de Propaganda e Marketing revelou que muitas empresas tem dificuldade para responder esta pergunta simples e que 48% dos gestores entrevistados não consideram as embalagens de suas empresas melhores que as da concorrência.

Esta situação demonstra que o nível de contribuição da embalagem para a imagem do produto ainda tem muito o que evoluir entre nós.

Sabemos que o consumidor não separa a embalagem do conteúdo, portanto se a embalagem de um produto é inferior a de seu concorrente, ele será percebido pelo consumidor como sendo inferior. Não há como mudar esta equação, o marketing é uma batalha de percepção e a embalagem consolida e faz a entrega dos atributos objetivos e subjetivos que constituem a personalidade do produto.

Isto posto, não importa o tamanho da empresa ou o prestígio de uma grande a marca, se as embalagens desta empresa forem em algum momento, inferiores as embalagens de seus concorrentes, por mais força que tenha sua marca, ela estará com problemas.

O segmento de beleza e cuidados pessoais no Brasil, por exemplo, vem apresentando uma performance impressionante nos últimos anos levando o pais a ocupar a terceira posição entre os maiores mercados mundiais destes produtos.

O Núcleo da ESPM tem um laboratório de Monitoramento Global de Embalagem que acompanha em tempo real os lançamentos de produtos no mundo, só para se ter uma idéia da importância desta categoria nos lançamentos mundiais, basta dizer que ela responde por sete entre as dez categorias mais lançadas no último ano.

A beleza é, portanto, uma das principais preocupações manifestadas nos lançamentos mundiais de embalagem.

Estamos falando, portanto de uma categoria extremamente expressiva no mundo, onde a imagem tem papel relevante.

As grandes empresas e as multinacionais que atuam neste segmento já sabem, conhecem bem e dedicam especial atenção a apresentação de seus produtos, cuidando com extremo cuidado de suas embalagens. Mas as empresas nacionais de porte pequeno e médio, ainda carecem de maior compreensão sobre a importância que ela tem para o desempenho de seus produtos.

Ainda é comum encontrarmos empresas que adotam soluções caseiras e amadoras, que estão preocupadas apenas em economizar na embalagem de seus produtos e não em torná-las melhores que a de seus concorrentes, empresas que não investem em design mas improvisam neste item fundamental, e acima de tudo, empresas que não tem consciência da importância da embalagem para o
consumidor.

Infelizmente,estas empresas estão deixando de aproveitar um recurso fundamental que elas tem dentro de casa, que já está incluído no custo do produto e que pode se transformar numa poderosa ferramenta de marketing se bem utilizada.

Quando surge um período difícil na economia como o que estamos atravessando, as pessoas tendem a redirecionar suas preocupações e investimentos para produtos que proporcionam bem estar e melhoram sua auto-estima, portanto, acreditamos que os cosméticos tendem a receber maior atenção em detrimento de itens mais caros mais caros cuja compra pode ser adiada.

Por isso vale a pena investir nas embalagens de seus produtos para torná-los mais valiosos e desejados neste ano cujo cenário vai exigir mais das pessoas e empresas e onde a beleza e a boa apresentação pessoal continuarão sendo um alívio para as tensões que não podem ser evitadas nestas épocas.

Fabio Mestriner

Professor Coordenador do Núcleo de Estudos da Embalagem ESPM

Coordenador do Comitê de Estudos Estratégicos da ABRE

Autor dos livros Design de Embalagem Curso Avançado e Gestão

Estratégica de Embalagem

 



Verallia